Buscar...

Validating credentials, please wait...
Muito cuidado com as fraudes em Telecom

Embora o mercado de Telecom seja um assunto – infelizmente – pouco difundido, existe um enorme fluxo de informações sendo transacionadas, como vendas, mudanças de planos, ajustes de contas, entre outros serviços.

A segurança desses dados, entretanto, é um desafio contínuo e que, invariavelmente desencadeia alguns tipos de fraudes se não for devidamente gerenciada.

Abaixo, os exemplos mais comuns de fraudes, fique atento!

Fraude interna: Fragilidades no sistema das operadoras de Telecom são as mais comuns, colaboradores desonestos realizam ajustes indevidos em contas ou modificam planos/pacotes.

Fraude modelo by-pass: Infelizmente ocorre quando vendedores conhecem as políticas de fraude das operadoras e inserem vendas de modo ilícito burlando as ferramentas de antifraude do sistema.

Fraude de oportunidade: Ao ficar inadimplente e negativado, o cliente é aconselhado a informar em juízo que foi vítima de fraude, ainda com o agravante de processo a operadora em questão por danos morais.

Fraude de subscrição: É quando o fraudador busca dados de outra pessoa para utilizar indevidamente os serviços da operadora, podendo praticar financiamentos, aquisição de bens materiais, abertura de conta em bancos, dentre outros…

Fraude de comissionamento: O vendedor, pensando em atingir suas metas realiza vendas com dados factíveis, porém, sem a ciência do cliente.

Por fim, a fraude por pirataria, uma das mais comuns de serem praticadas, impacta diretamente nas operadoras de sinal de TV com cabos e equipamentos irregulares, falsificados e muitas vezes sucateados.